Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Sanjoaninas - Bom nível dos cavaleiros na corrida à portuguesa

Os toiros de Assunção Coimbra, mais o adicionado em primeiro lugar da divisa açoriana de Rego Botelho, ofereceram um jogo mais que aceitável aos cavaleiros portugueses que actuaram hoje no segundo festejo das Sanjoaninas da Ilha Terceira.
25 de Junho de 2015 - 10:43h Notícia por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 1097
Sanjoaninas - Bom nível dos cavaleiros na corrida à portuguesa

- Os ginetes peninsulares Rouxinol, Ribeiro e Filipe deixaram momentos de interesse.

-Grande actuação dos forcados do grupo do Aposento da Moita.

-Mobilidade e jogo variado dos “domecqs” de Assunção Coimbra.

 

Os toiros de Assunção Coimbra (de origem Las Ramblas e El Freixo), mais o adicionado em primeiro lugar da divisa açoriana de Rego Botelho (de puro sangue Jandilla),ofereceram um jogo mais que aceitável aos cavaleiros portugueses que actuaram hoje no segundo festejo das Sanjoaninas da Ilha Terceira.

No conjunto, a maior virtude dos seis quatrenhos portugueses foi a da sua constante mobilidade, diferenciada pelos distintos graus de raça ainda que algum se tenha aquerenciado ou defendido com brusquidão. Ainda assim, todo o curro permitiu aos ginetes e montadas concretizar faenas de bom tom.

Luís Rouxinol passou alguns apuros com o toiro de Botelho, encastado mas comquerença em tábuas, o que levou a pasar várias passagens em falso. Mas o cavaleiro do Montijo superou-se com o quarto, ao que centrou perfeitamente com a sua égua “Viajante” numa faena rematada com um embroque vibrante para cravar um ferro de palmo.

Vítor Ribeiro voltou a luzir a versão mais pura do toureio equestre, a do ataque emrectidão para deixar as farpas com ajuste, especialmente com o segundo do seu lote, no que de novo aproveitou o valor do seu cavalo “Cochicho”, que realizou três batidas excelentes. Antes, com o rachado segundo toiro da tarde, a actuação do toureiro de Almada resultou desigual.

Por último, Gilberto Filipe também repetia na feira das Sanjoaninas, depois de levar otroféu da melhor lide da corrida concurso do pasado domingo. Desta vez, o de Alcochete mostrou-se por cima de um terceiro toiro de pouco ritmo nas suas investidas, mas que templou com o russo “Zacarias”

__________________________________________________________________________

FICHA DO FESTEJO:

Praça de toiros de Angra do Heroísmo (Ilha Terceira, Acores), quarta-feira 24 de junho. Segunda da feira das Sanjoaninas. Corrida à portuguesa.

Ganaderias.-

Cinco toiros de Assunção Coimbra e um do Rego Botelho (1º), de correcta presença,sem grande alçada mas todos de boas “hechuras”. No conjunto, tiveram muitamobilidade e certas complicações segundo os distintos graus de raça quedesenvolveram.

Luis Rouxinol (casaca corinto e ouro): volta à arena em ambos.

Vítor Ribeiro (casaca corinto e ouro): volta à arena nos dois.

Gilberto Filipe (casaca champanhe com bordados de flores): volta à arena e volta à arena.

O grupo de forcados da Tertulia Tauromáquica Terceirense pegou os toiros ímpares, com o protagonismo de João Silva, José Sousa (ao terceiro intento) e Carlos Vieira. Os toiros dos lugares pares corresponderam ao grupo do Aposento da Moita, com as pegas de José Bettencourt, Leonardo Matias (ao terceiro intento) e Martin Oliveira.

A praça registou três quartos de entrada, em tarde nublada e ventosa.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.