Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Vila Franca de Xira, Abril de 2014: Eu Sonhei!!

Em Agosto passam 40 anos sobre a morte do matador de toiros vilafranquense José Falcão. 40 anos que passaram demasiado depressa mas não fizeram esquecer este toureiro nascido em Póvos, Vila Franca de Xira no ano de 1942.
04 de Abril de 2014 - 17:51h Notícia por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 1086
Vila Franca de Xira, Abril de 2014: Eu Sonhei!!

Em Agosto passam 40 anos sobre a morte do matador de toiros vilafranquense José Falcão. 40 anos que passaram demasiado depressa mas não fizeram esquecer este toureiro nascido em Póvos, Vila Franca de Xira no ano de 1942 e que ao longo dos seus curtos 32 anos de vida, soube granjear simpoatia entre os seus pares, uma toreria impar no mundo da festa brava e a imortalidade através da trágica colhida em Barcelona a 11 de Agosto de 1974. Nestes 40 anos Vila Franca nunca o esqueceu... Um mausoléu no cemitério da cidade, o nome de uma rua, o clube taurino e a escola de toureio com seu nome que já leva 30 anos de existencia, mas falta-nos algo...

Eu sonhei que se estava formando um movimento com todos os aficionados do concelho de Vila franca. Um movimento em torno desta figura extraordinária que tudo deu à festa que amava, inclusivé a própria vida. Um movimento que englobava o clube taurino e sua escola mas alargado à nova confederação de tertúlias taurinas, a santa casa da Misericórdia, a empresa da Palha Blanco e forças vivas e governamentais do concelho, para tornar este nome, este homem da nossa festa ainda mais importante, imortal... Para que os nossos filhos e netos possam um dia saber a história impar, a grandiosidade do homem, do toureiro, do senhor em toda a acapção da palavra.

Eu sonhei que se poderia escrever um livro contando todas essas histórias de vida dentro e fora das arenas. Com depoimentos da familia, dos amigos, de ganadeiros e toureiros que com ele privaram em Portugal e Espanha como por exemplo os irmãos Badajoz em Coruche onde se formou a parelha com o Oscar Rosmano e em Espanha, Cordobés, Palomo Linares e Paco Camiño, ganadeiros que privaram em conversas após os tentaderos e tantas outras histórias que ficarão esquecidas senão se publicarem... Fazer uma pesquisa de cartéis e fótos, documentos de uma vida onde a glória das orelhas e saidas em ombros como a da sua apresentação em Madrid, mas também as cornadas, autenticas medalhas que nunca se devem esquecer. Um livro que deverá ser uma obra à altura do toureiro e do homem, porque José Falcão é um mártir de Vila Franca de Xira e o seu nome deve ficar para sempre na história da cidade que o viu nascer e crescer como figura e municípe. Um livro que será motivo de orgulho para todos os vilafranquenses.

Para este feito nada melhor que unir todos, pois todos terão histórias a contar... E depois de uma equipa e depoimentos reunidos, juntar esforços e abrir uma conta onde cada aficionado desta causa poderá depositar por exemplo 10,00 Euros e convidar os seus amigos a fazer o mesmo, ficando com um recibo desse "donativo" que será descontado no valor total do livro quando sair nas bancas. No lançamento dessa obra será paga apenas a diferença do valor que serviu para as despesas de gráfica.

Paralelamente, e porque o meu sonho não pára de se me revelar com novas ideias, porque não acrescentar ao valor do livro, por exemplo mais cinco Euros para se financiar um busto de José Falcão que ficaria para sempre em local de destaque nesta cidade? O livro e o busto, recordações para sempre na cultura e na história de Vila Franca com a grandeza de ter sido feito por todos os vilafranquenses, gente da festa mas não só. poderão afirmar que fizeram parte integrante desta obra cultural que enriquecerá o património da cidade.

Mas o meu sonho vai mais longe...No dia da inauguração do busto poder-se-á organizar uma novilhada na Palha Blanco com todas as entidades envolvidas promovendo o futuro da festa com jovens cavaleiros, forcados e novilheiros da escola José Falcão e escolas convidadas, assim como exemplares cedidos pelos ganadeiros da região. Será um ponto partida para a criação do dia José Falcão, uma data que anualmente teria o seu espectáculo e fomentaria o despique aos novos valores da nossa tauromaquia. Para cativar mais público poderia se organizar pela tarde um espectáculo cómico taurino para toda a família e a novilhada nocturna fechando em grande esse dia, e fazendo com que a bilheteira da tarde ajudasse às maiores despesas da novilhada.

Tornar José Falcão imortal através de um livro e um busto na cidade. Criar uma data de homenagem ao homem e ao toureiro. Fomentar os novos valores da festa brava com mais uma novilhada anual na palha Blanco... Sonho ou utopia?

Eu sonhei que está chegada a hora dos aficionados mostrarem o que querem e podem fazer verdadeiramente pela festa que amam. Este ano com a nova direção do Clube Taurino Vilafranquense, os 30 anos da escola de toureio José Falcão, a nova confederação de tertúlias do concelho já com mais de 30 unidas das 55 existentes. A aficion da Santa casa da Misericória e empresa Tauroleve e os apoios dos ganadeiros e Edilidade, poderá ser decerto um ano proveitoso para a festa brava na região.

Quando acordei deste sonho, acreditei e tentei colocar todas as ideias nestas linhas. Esperemos que possam vir a ter repercussão a quem as ler. Quero acreditar que sim e tornar possivel esta homenagem a José Falcão. Obrigado a todos os aficionados que as lerem. Humildemente... Eu.

 

Texto sem autor...

Desenho de Nelson Alexandre

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.