Terça-feira, 26 de Maio de 2020
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Ana Batista - De Mulher a Toureira

Reportagens Especiais Ana Batista, 25 Anos de Toureio. Entre Palavras e Imagens ... De Mulher a Toureira.
05 de Setembro de 2013 - 10:24h Notícia por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 1579
Ana Batista - De Mulher a Toureira

O traje dos nossos Cavaleiros Tauromáquicos é do Século XVIII, modificado pelo tempo, ao sabor do gosto de cada um. Desde que tomou a Alternativa no ano de 2000, Ana Batista quis “imprimir” nas suas casacas, acima de tudo, um estilo feminino, com mais classe e maior elegância. Ao longo da sua trajectória profissional, a cavaleira mandou fazer oito casacas. A primeira, de cor azul bordada a oiro estreou-a no dia da Alternativa, a 8 de Julho de 2000, na praça de toiros de Coruche. Segundo o zodíaco, à cor azul estão associadas palavras como estabilidade, profundidade, lealdade, confiança, sabedoria, inteligência, fé, verdade e eternidade. Afinal, termos que fazem todo o sentido no toureio…

Posteriormente, a escolha de Ana Batista recaiu nas cores bordeaux, creme, rosa-claro, azul-claro, rosa-escuro, verde e, no passado dia 4 de Agosto, na praça de toiros da Figueira da Foz, estreou uma casaca azul-escuro bordada a pérolas brancas, com um desenho sui generis. Apenas duas (rosa-escuro e azul-escuro) foram da autoria de Maria do Castelo, as restantes passaram pelas mãos do conhecido alfaiate Manuel Marques.

Cada casaca tem a sua história…Todas trazem à memória episódios vividos. Segundo Ana Batista “Gosto de me vestir bem. As minhas casacas têm todas a mesma medida, mas há umas com que tenho um feeling especial, com que me sinto mais cómoda e mais a gosto, que me fazem recordar grandes triunfos. É algo muito pessoal. Chego a ganhar superstições com as casacas.”

Entre outras recordações, sempre que veste a casaca rosa-claro, Ana Batista lembra-se da noite em que confirmou a sua Alternativa na Monumental do Campo Pequeno (20 de Julho de 2006); e sempre que olha para a casaca verde revive a sua apresentação na Plaza México (4 de Fevereiro 2012). Às demais estão também associados variadíssimos acontecimentos, em especial grandes triunfos com a casaca de cor creme, que ainda hoje é uma das suas preferidas.

Antes das cortesias, há momentos que só quem os sente conhece a sua importância. Na privacidade, quase sempre acompanhada de poucas pessoas, de um minuto para o outro, Ana Batista passa de Mulher a Toureira. Haverá sensação mais bonita?

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2020 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.