Sexta-feira, 20 de Maio de 2022
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Capeia Arraiana em Vila F. Xira

No sábado, 25 de maio, pelas 12h00, no Salão Nobre da C.M. Vila F. Xira, teve lugar a apresentação à imprensa da XXXV Capeia Arraiana com Forcão.
28 de Maio de 2013 - 13:46h Notícia por: - Fonte: - Visto: 1112
Capeia Arraiana em Vila F. Xira

No sábado, 25 de maio, pelas 12h00, no Salão Nobre da C.M. Vila F. Xira, teve lugar a apresentação à imprensa da XXXV Capeia Arraiana com Forcão.

Esta edição da iniciativa, organizada pela Casa do Concelho do Sabugal (sedeada em Lisboa), com o apoio da Câmara Mun. de Vila F. Xira, está agendada para dia 1 de Junho, na Praça de Toiros Palha Blanco, em Vila F. Xira.

A Capeia está registada no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, sendo a primeira tradição reconhecida como tal no País. Este registo teve em conta o seu valor enquanto manifestação popular, cultural e única no mundo, exclusiva do Concelho do Sabugal.

Ao longo dos tempos, as festas anuais de cada Aldeia da Raia terminam com o ponto alto, que é a Capeia Arraiana realizada no largo principal, transformado em Praça de Touros, culminando, deste modo, o encerramento das festas do Santo patrono ou protector de cada povoação. A Capeia é uma manifestação de um ritual viril da juventude arraiana, onde a destreza, seja ao Forcão, seja na lide do touro, origina serpenteados elegantes, desenhados no meio da praça, transformada em arena improvisada para este fim.

 

O Forcão

O Forcão é um instrumento triangular feito em carvalho, tipicamente da região arraiana do Concelho de Sabugal, que é utilizado em todas as Aldeias.

“Os Rapazes dispõem-se lateralmente ao Forcão, com os mais destemidos na frente, aguentando as investidas do touro às duas galhas frontais. No vértice traseiro situa-se o “Rabicho”, onde os rapazes mais altos, denominados Rabichadores ou Rabicheiros, comandam o Forcão, contribuindo, decididamente, na luta contra o touro, não permitindo a sua passagem para os lados, onde mora o perigo de alguma colhida.

O Forcão serve essencialmente para “esperar” o touro, mostrando a valentia dos rapazes, desenhando-se belos movimentos na Praça, numa luta constante, consistindo num medir de forças entre a destreza do manuseamento do Forcão, tendo do outro lado, um animal, em pontas ou embolado, com o perigo que representa, ostentando, bastas vezes, corpulência de meter respeito.” – explica um texto da Casa do Concelho do Sabugal.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2022 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.