Sábado, 21 de Setembro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Nuno Carvalho: "No meio do azar ainda tive sorte"

Entrevista concedido por Nuno Carvalho "Mata" ao jornal diário Correio da Manhã, ao jornalista Rui Pedro Vieira.
05 de Fevereiro de 2013 - 15:05h Notícia por: - Fonte: - Visto: 1359
Nuno Carvalho:

Entrevista concedido por Nuno Carvalho "Mata" ao jornal diário Correio da Manhã, ao jornalista e que passamos a transcrever na íntegra:

 

Correio da Manhã – Regressou pela primeira vez, desde o acidente, ao Campo Pequeno. Como foi voltar a esta praça?

Nuno Carvalho – Sinto uma certa nostalgia. Foi aqui que aconteceu o  acidente, mas também foi aqui que vivi grandes momentos como forcado. Grandes alegrias… Por isso, voltar é um misto de emoções.

– Estava à espera desta união no meio da tauromaquia?

– Ao princípio, quando ainda estava hospitalizado, não tinha a noção do que se estava a formar, mas conhecendo bem a família da tauromaquia sabia que ia ter uma resposta positiva.

– Como será a corrida do dia 17?

– Vai ser uma tarde bastante emocionante, para mostrar que a família está unida. O cartel está montado e creio que vai ser um dia em pleno, com êxito redondo!

– Criou uma associação com o seu nome. O que já está em marcha?

– Está numa fase bastante inicial. Há projetos nos quais estamos a trabalhar e o objetivo é ajudar mais pessoas, que sofreram lesões como a minha, mas têm falta de apoio.

– O que já conseguiu alcançar?

–Tem havido recolhas de tampas e algum apoio financeiro, que aproveitei ao máximo. Mas nestes casos todo o apoio é pouco, porque as coisas necessárias são bastante caras. Falo de todo o tipo de material que serve de acessório, como a cadeira de rodas elétrica ou a manual.

– Em que fase se encontra a nível de tratamentos médicos?

– Estou no fim do internamento. Três meses é o tempo previsto pelo Centro de Medicina e Reabilitação Física de Alcoitão para casos de lesões vertebro-medulares. Noto alguma evolução, mas são coisas que demoram bastante tempo. É uma lesão muito complicada, que tem grandes implicações até a nível respiratório e de equilíbrio. Já consigo fazer alguns movimentos de antebraços e ombros e, possivelmente, terei um novo internamento de três meses para ver o que é que ainda se pode recuperar. Depois é continuar.

– A família tem estado sempre ao seu lado...

– Sim, tenho um grande apoio por parte da família, dos amigos e da minha namorada. Têm sido todos incansáveis. No meio do azar, ainda tive sorte por ter estas pessoas fantásticas a apoiarem-me.

PERFIL

NUNO CARVALHO nasceu há 26 anos na Moita e estreou-se na tauromaquia com os Amadores do Aposento em 2005. Ao longo de sete anos afirmou-se como um dos melhores forcados da sua geração. A 30 de agosto de 2012 foi colhido por um touro no Campo Pequeno e sofreu lesões irreversíveis na coluna vertebral. Na semana passada criou uma associação com o seu nome.

 

(fotografia do CM)

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.