Quinta-feira, 23 de Setembro de 2021
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Casa cheia em Alcochete

Festival ABRIGO foi um sucesso
13 de Março de 2011 - 21:40h Notícia por: - Fonte: - Visto: 1674
Casa cheia em Alcochete

ABRIGO associação de apoio às crianças em perigo, que este ano abrirá o seu Centro de Investigação, contou com a presença de dezenas de aficionados que encheram completamente as bancadas.

Em grande ambiente taurino, o festival decorreu com bom ritmo, em pouco mais de duas horas e meia, bem passadas pela boa organização com que tudo decorreu.

António Telles lidou um complicado novilho da ganadaria Passanha, que lhe exigiu uma prova de entrega a que o Maestro respondeu com toda a intensidade.

Fermin Bohorquez trouxe um portentoso exemplar da sua ganadaria e se começou morno foi elevando a actuação. Lamentável foi, porém, a conduta do director de corrida, que não só demonstrou uma fraca sensibilidade como verdadeira insensatez ao dar por finda a lide abruptamente, quando o rejoneador se preparava para cravar um par de bandarilhas, e, em não conceder sequer que cravasse este par, ao mesmo tempo que mandou soar os sucessivos avisos. Na verdade, a lide não estando a ser excessivamente longa não devia ter sido interrompida de forma tão categórica e obstinada.

Vitor Ribeiro lidou um bonito La Dehesilla com o qual encontrou entendimento e pode desenhar uma bonita lide, muito ao agrado do público. 

Manuel Lupi esteve também bastante acertado com o exemplar com a divisa do Engº Samuel Lupi, conseguindo chegar Às bancadas com muita efectividade.

As pegas a cargo dos amadores Amigos da Abrigo, pelos quais foram caras Fernando Quintela, Tiago Ribeiro/Cardoso (de cernelha), Álvaro Dentinho e Diogo Amaro.

Na segunda parte o Maestro Victor Mendes não encontrou facilidade no novilho de Falé Filipe e não teve outra opção que não abreviar, não obstante a beleza extrema que imprimiu às sortes de capote.

D'Ávila Miura, por oposição, teve um oponente valioso de São Torcato que lhe permitiu uma faena plena.

Luis Procuna, lidou um toiro de Ortigão Costa que lhe permitiu variedade no primeiro tércio mas que o não facilitou nos demais, tendo mesmo ocasionado uma aparatosa voltareta, sem consequências de maior para o espada.

Bem haja a todos!

[EM BREVE, GALERIA DE FOTOS por ARSÉNIO FRANCO]

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2021 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.