" /> " /> " />
Terça-feira, 22 de Setembro de 2020
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

" Frascuelo " amigo de " La Chata "...

Artigo de José Ferreira, recordando o matador de toiros dor Sánchez Povedano "Frascuelo".

07 de Outubro de 2010 - 07:26h Notícia por: - Fonte: - Visto: 1009

Salvaor Sánchez Povedano, conhecido por Frascuelo, nasceu em Granada no dia 23 de Dezembro de 1842, tendo falecido em 1898 em Madrid vítima de uma pneumonia.

Trabalhou, enquanto jovem como colocador de papel de parede para a empresa nacional dos caminhos de ferro de Espanha, formando-se ao mesmo tempo como toureiro.

Tirou alternativa em 27 de Outubro de 1867, toreou 3801 touros e actuou em 1236 corridas. estes numeros impressionantes para hoje e para a época, dizem bem da sua enorme popularidade e desempenho.

Foi grande rival de " Lagartijo " Rafael Molina Sánchez, rivalidade essa comparada á de Joselito " El Gallo " e o grande Juan Belmonte " El pasmo de Triana ".

Em 1925, foi-lhe atribuida a autoria dos " Diez mandamentos del toreo " , publicada pelo então maior e iminente critico tauromáquico que escrevia sob o nome " Corinto y Oro ".

Tendo-se retirado em 1889, dedicando-se á sua actividade de agricultor e " ganadero " para a sua finca " Monte Gascó " a apenas 30 Kms da capital Madrid em Torrelodones ( Guadarrama ), onde desenvolveu a sua própria ganadaria de reses bravas.

A princeza Real Infanta Doña Isabel de Borbón y Borbón conhecida por " La Chata " ( 1851- 1931 ), " hermana mayor " do principe Alfonso , mais tarde Rei Alfonso XII de Espanha, foi sua amiga e admiradora, pois assistia regularmente a corridas em Madrid vendo-o actuar.

Aquando das suas viagens de comboio e sempre que passava por ali, ordenava que o comboio parasse na localidade de Torrelodones para pessoalmente ir cumprimentar " Frascuelo ", tão grande era a sua amizade, fama e prestígio.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2020 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.