Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Marcelo Mendes ficou a um ponto da final e a imprensa elogia-o

O Cavaleiro Praticante Marcelo Mendes ficou a apenas 1 ponto da tão desejada final do 4º Certame de Rejoneio de...

29 de Janeiro de 2010 - 08:15h Notícia por: - Fonte: Gab. Imprensa - Marcelo Mendes - Visto: 678
Marcelo Mendes ficou a um ponto da final e a imprensa elogia-o

O Cavaleiro Praticante Marcelo Mendes ficou a apenas 1 ponto da tão desejada final do 4º Certame de Rejoneio de Atarfe (Granada). Marcelo actuou no dia 17 de Janeiro, cortando uma orelha no que fechou praça e dando uma volta à arena com petição de orelha no seu primeiro e ficou com 39 pontos, menos 1 que o rejoneador espanhol Juan Manuel Cordero, menos 4 que o português Francisco Palha e menos 8 que o rejoneador José António Mancebo.

Apesar do 4º lugar, a imprensa em geral considerou bastante positiva a actuação de Marcelo, que se destacou pela maneira como quis fazer as coisas bem e de forma sóbria, diante da maior corrida do certame e ainda por cima com o lote mais complicado. Por exemplo, o crítico Luís Miguel Parrado, escreve assim na Revista 6TOROS6: “Más sóbria fue la actuación del portugués Marcelo Mendes… en el sexto llenó plaza com soltura y mayor sentido del ritmo, a lo que unió la virtud de querer hacer las cosas bien…”.

As declarações do cavaleiro sobre este 4º lugar são as seguintes: “Sinto que poderia ter chegado um pouco mais longe, mas tudo bem. A minha carreira segue e continuarei a trabalhar para que os êxitos continuem a surgir. São estes factos que me fazem ter uma vontade ainda maior de triunfar e é com esse pensamento que estarei na segunda-feira em Mourão!”

Apesar de ter ficado fora da final, deixou grande ambiente na Andaluzia, província para a qual já foi contratado para 4 tardes depois destas actuações.

(Foto: Alicia Patón)

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2020 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.