Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Junta de Freguesia de Granja responde a Inácio Ramos Jr.

Duras palavras de Joaquim Valadas, Presidente da Junta de Freguesia da Granja para Inácio Ramos Jr. representante do cavaleiro Rui Fernandes que não foi à corrida...

18 de Fevereiro de 2010 - 07:36h Notícia por: - Fonte: Junta de Freguesia de Granja - Visto: 1648
Junta de Freguesia de Granja responde a Inácio Ramos Jr.

Após publicação dos esclarecimentos de Inácio Ramos Jr., apoderado do cavaleiro Rui Fernandes, relativamente à polémica corrida do passado dia 13 de Fevereiro, o presidente da Junta de Freguesia de Granja, Joaquim Valadas, enviou-nos um comunicado que põe em partos limpos todo o processo de contratação do cavaleiro.

Transcrevemos de seguida o comunicado:

 

A VERDADE DOS FACTOS NA SUBSTITUIÇÃO DO CAVALEIRO RUI FERNANDES PELO CAVALEIRO PEDRO SALVADOR NO FESTIVAL TAURINO REALIZADO NA GRANJA EM 13-02-2010.

É totalmente falso que a Junta de Freguesia tenha um colaborador como diz o Sr. Inácio Ramos Jr, foi com ele, e por esta Junta, que a contratação do cavaleiro Rui Fernandes foi efectuada em 23 de Janeiro, acordo verbal que para gente séria e de carácter seria válido, e, só não teve plena execução porque a falta de seriedade, carácter e estatura moral do Sr. Inácio Ramos Jr. são baixíssimas pelo que a seguir explico:

Como disse a Junta de Freguesia acordou verbalmente a contratação com o Sr. Inácio Ramos Jr em 23JAN., e, oito dias após o Festival Taurino de Mourão, mais precisamente no dia 09 de Fevereiro pelas 20 horas o Sr. Inácio Ramos Jr. comunicou à Junta de Freguesia, através do seu Secretário, que, pelo facto de 2 novilhos do Dr. Joaquim Grave destinados ao Festival da Granja, segundo ele, terem ido para o Festival de Mourão o cavaleiro Rui Fernandes já não iria tourear à Granja.

Após tomar conhecimento desta situação, tentei por diversas vezes contactar o Sr. Inácio Ramos Jr., o que só aconteceu por sua iniciativa no dia seguinte. Transmiti-lhe de imediato a informação por ele dada ao Secretário da Junta e coloquei-lhe a questão da vinda ou não do cavaleiro Rui Fernandes à Granja, ao que ele me respondeu, que isso não estava em causa e que no sábado lá estaremos.

É aqui neste ponto da conversa, e, para meu espanto e surpresa, que o Sr. Inácio Ramos Jr. me diz que tinha acordado com o Florindo Ramalho a ida de um toiro da Ganadaria Passanha ao Festival Taurino da Granja, disse-lhe que o Sr. Florindo Ramalho nada tinha a ver com a organização do Festival e que a Junta de Freguesia sob a minha responsabilidade tinha acordado com o Dr. Joaquim Grave a compra de QUATRO novilhos, e, que o acordo era para respeitar em todas as suas vertentes.

O Sr. Inácio Ramos Jr. retorquiu dizendo - Se calhar fiz mal em não tratar com o senhor as coisas, e tratar com quem não pertence à organização - ao que lhe respondi, que se fosse antes do acordado com o Dr. Joaquim Grave poderia ser uma questão a equacionar.

No final desta conversa voltei de novo a questionar o Sr. Inácio Ramos Jr., sobre a presença do cavaleiro Rui Fernandes na Granja, ao que de novo me respondeu que isso não estaria em causa, e, que sábado lá nos encontraríamos.

A luta deste Sr. e provavelmente do seu colaborador, era na verdade trazer à Granja um toiro da Ganadaria Passanha, certamente já apalavrado ou adquirido, aproveitando os quatro Graves anunciados na propaganda colhendo assim dividendos materiais.

Perante a firmeza desta Junta em não desrespeitar os seus compromissos, constatou-se a reacção do Sr. Inácio Ramos, precisamente na véspera do Festival (18 horas do dia 12), dizendo-me que assim não valia a pena o cavaleiro Rui Fernandes vir à Granja tourear um novilho do Grave.

Face a tamanha infantilidade e irresponsabilidade, reagi com terminologia bastante dura, o que certamente não terá agradado ao Sr. Inácio Ramos Jr..

Acresce ainda dizer, que duas horas antes da vergonhosa atitude deste medíocre empresário, foi por ele contactado o Dr. Joaquim Grave, a quem disse falsamente que o presidente da Junta concordava com a ida de 3 novilhos ao Festival da Granja, obtendo como resposta que dali quatro ou nada.

Para terminar quero dizer o seguinte:

Esta Junta gasta em boa parte dinheiro do erário público, isto é dinheiro dos contribuintes, e a sua gestão é rigorosa, tal como é também rigoroso, o cumprimento integral dos acordos verbais ou escritos, que firma com alguém, mas que fique bem claro, indivíduos da estripe do Sr. Inácio Ramos Jr., independentemente da actividade que desenvolvam encontrarão nesta Junta de Freguesia da Granja, até que eu por aqui estiver a porta fechada à vigarice, à negligência e à corrupção. É o que vai acontecer a este sr. que pela sua infantilidade, baixa conduta moral e mau senso chantageou este executivo até quase à última hora.

Simultaneamente este “senhor“ que no meio taurino se quer impor como empresário, prestou indiscutivelmente um paupérrimo trabalho, não só a classe que pretende representar, mas também , a todos os que por esta nobre actividade sentem orgulho, e do qual será também vítima.

Por último, quero em nome de todo o executivo e da população da Granja, manifestar publicamente ao cavaleiro Pedro Salvador, e, a todos os que com ele trabalham, os meus humildes e sinceros agradecimentos, por nos terem ajudado com a vossa presença.

 

Granja, 15 de Fevereiro de 2010

O Presidente da Junta
Joaquim Bonito Valadas

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.