Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

1ª Grande Corrida VIDAS-CORREIO DA MANHÂ

A 1ª Grande Corrida VIDAS-CORREIO DA MANHÃ realiza-se quinta-feira, dia 15 de Maio, às 22horas, no Campo Pequeno , figurando no cartel os cavaleiros João Salgueiro e João Salgueiro da Costa, os matadores espanhóis António Ferrera e Eduardo Gallo e os forca
13 de Maio de 2008 - 00:00h Notícia por: - Fonte: - Visto: 998
1ª Grande Corrida VIDAS-CORREIO DA MANHÂ A 1ª Grande Corrida VIDAS-CORREIO DA MANHÃ realiza-se quinta-feira, dia 15 de Maio, às 22horas, no Campo Pequeno , figurando no cartel os cavaleiros João Salgueiro e João Salgueiro da Costa, os matadores espanhóis António Ferrera e Eduardo Gallo e os forcados Amadores de Lisboa.

Pega o Grupo de Forcados Amadores de Lisboa e serão lidados sete toiros, três a cavalo e quatro a pé, da ganadaria de Falé Filipe, que se estreia no Campo Pequeno.

João Salgueiro é um cavaleiro de personalidade bem vincada e, por vezes, não isenta de polémica. Reflecte no seu estilo, onde alia a modernidade e o classicismo, as profundas influencias recebidas de seu avô, o Dr. Fernando Salgueiro, uma das maiores figuras do toureio de meados do século XX e de seu pai, Fernando Andrade Salgueiro que alternou, nos anos sessenta e setenta, com as maiores figuras de Portugal e Espanha. Em 2007, foi um dos cavaleiros nomeados para os Galardões Campo Pequeno.

João Salgueiro da Costa apresentou-se pela primeira vez em público na corrida do primeiro aniversário da reinauguração do Campo Pequeno, faz agora um ano. Tratou-se de uma aposta de risco, quer do artista, quer da empresa, da qual ambos saíram vencedores, pois a apresentação de Salgueiro da Costa constituiu um êxito rotundo. Os aficionados ganharam um novo valor para o toureio a cavalo e a empresa ganhou a sua aposta num jovem que justificou, de sobremaneira, a oportunidade que lhe foi dada.

António Ferrera, matador de toiros com alternativa tirada em 1997, tem vindo a consolidar a sua carreira artística, mercê de raça, valor e entrega nos três tércios da lide, sendo um bandarilheiro exímio. Em 2007 cortou oitenta orelhas e dez rabos. Iniciou a temporada de 2008, triunfando com a máxima força, em Olivença e Castellón, lidando corridas de Garcigrande e de Victorino Martin. Está contratado para todas as mais importantes feiras de Espanha e França. Em recente entrevista à revista espanhola "Aplausos", classificou o seu momento actual como "de grande solidez e maturidade artística".

Eduardo Gallo é, dos diestros espanhóis da moderna geração, porventura, o mais querido da afición de Lisboa, tendo triunfado em todas as corridas que lidou no Campo Pequeno. É um toureiro que alia à elevada expressão artística com que lida de capote e muleta, uma valentia serena e uma maturidade pouco comuns num jovem que entra, em 2008, apenas na sua quarta temporada de matador de toiros. Em recente entrevista à revista "6Toros6", afirmava:"Actualmente procuro tourear com maior profundidade, embora me encante sentir o bafo do toiro no meu corpo. Sinto maior segurança diante do toiro e isso permite-me desfrutar mais do toureio".

O Grupo de Forcados Amadores de Lisboa surgiu em 1943 e apresentou-se formalmente nas arenas em 1944. Em mais de seis décadas de actividade construiu um riquíssimo historial, através de actuações nas principais praças de toiros do mundo, como Madrid, Pamplona, Sevilha ou Nîmes, sem esquecer, naturalmente o Campo Pequeno. A universalidade deste grupo ficou consagrada na "Sétima Arte" quando, em 1951, participou, em Roma, nas filmagens de "Quo Vadis?". Nessa ocasião Nuno Salvação Barreto, o seu cabo fundador, representando a personagem de Brutus, pegou um toiro de Infante da Câmara, em hastes limpas.

A ganadaria de Carlos Falé Filipe estreia-se hoje no Campo Pequeno. Em 2001, Carlos Falé Filipe comprou a ganadaria de Frederico Palha Botelho Neves fundada em 1995, com vacas e sementais de Palha, provenientes da divisão desta ganadaria entre os herdeiros. Ao comprá-la, Carlos Falé Filipe modificou-lhe o ferro e a divisa e eliminou, progressivamente, o efectivo, substituindo-o por vacas de Simão Malta, Oliveira Irmãos, Ortega Sanchez e Santiago Domecq, bem como sementais de Simão Malta, Marquês de Domecq e Santiago Domecq. A sua antiguidade é referenciada a 14 de Agosto de 2005 (Aldeia da Ponte).
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.